Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Últimos assuntos
» Jislyn Olonrae!!
Ontem à(s) 7:17 pm por Felipe

» Ter Sanctum - Aziel, Millyan e Aisak!!
Qua Jul 11, 2018 4:01 pm por Felipe

» Nash Kelemvorita!!
Qua Jul 11, 2018 2:50 pm por Felipe

» Alien Waters!!
Ter Jul 10, 2018 9:11 pm por Felipe

» Os Mundos por Tendência!!
Ter Jul 10, 2018 8:53 pm por Felipe

» Vila Boven - Lar dos Diplomatas
Qui Jul 05, 2018 9:25 pm por Felipe

» Alinhando as Tramas!!
Qui Jul 05, 2018 11:44 am por Felipe

» Selthiel Doriath
Seg Jul 02, 2018 6:00 pm por Felipe

» Gnome City
Seg Jul 02, 2018 2:31 pm por Felipe

Julho 2018
SegTerQuaQuiSexSabDom
      1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031     

Calendário Calendário

Os membros mais marcados


Plano Astral - Mar Astral!!

Ir em baixo

Plano Astral - Mar Astral!!

Mensagem por Felipe em Dom Maio 20, 2018 2:09 pm

O Modelo em Roda

Na 1a e 2a edições de D&D, como explicado no modelo cosmológico da Grande Roda dos Mundos, O Plano Astral conectava o Plano Material Primário aos primeiros níveis dos Mundos Exteriores. O Plano Astral podia ser alcançado de qualquer lugar num Plano mterial Primário ou do primeiro nível de qualquer Mundo Exterior por meios mágicos, habilidades psiônicas ou artefatos. É descrito como um lugar deserto de um completo nada extra-dimensional que se estende ao infinito em todas as direções. O que parece flutuar na imensidão vazia de suas forças primordiais são pedaços de matéria que se desprenderam de outros mundos de existência. O Astral não tem gravidade mas os objetos conservam suas massas, então você pode arremessar pequenos objetos ou empurrar objetos maiores para movê-los neste ambiente sem forças. O Tempo no Plano Astral flui da mesma maneira que no Plano Material, mas os efeitos do tempo são reduzidos ao ponto de serem interrompidos — mil anos no Plano Astral podem ser percebidos como um só dia para viajantes distraídos.

Entrar no Plano Astral pode ser feito de duas maneiras: projetar sua frma astral neste plano, ou entrando fisicamente em seus domínios. Projeção Astral é a maneira mais segura de viajar, mas ainda envolve riscos pois você deixa seu corpo desprotegido em seu mundo de origem. Seu corpo astral é acompanhado pelas formas astrais de qualquer item ou vestimentas que sejam mágicas ou irradiem uma aura mágica. Enquanto se projeta, seu Eu-astral fica conectado ao seu corpo físico por um cordão prateado que se estende até 3m atrás de você e então se torna invisível e intangível. Pouquíssimas coisas no universo conseguem romper a matéria deste cordão: um poderoso vento pSíquico, a espada de prata de um githyanki, ou a vontade dos deuses.
O corpo físico deixado para trás parece vivo, mas não requer água, ar ou comida. Ele pode ser movido, ferido e até mesmo morto. se seu corpo for assassinado, você morre alguns minutos depois. Se seu eu-astral for morto, você volta ao seu corpo físico, em coma. Entrar fisicalmente no Plano Astral requer magias como Mudança Planar e traz o viajante por inteiro no Astral sem um cordão de prata para ancorá-la no seu plano de origem.

Entrando no Plano Astral você emerge de uma espécie de poça de líquido prateado — um portal para o seu Plano Primário de origem. Projetores Astrais podem seguir seus cordões de prata de volta até estas poças para a segurança de seus mundos. Poças coloridas podem aparecer, tendo vários anéis diferentes, de 3 a 18 metros e apenas visíveis de um dos lados, a não ser que você tenha meios de ver objetos invisíveis. Poças de cores diferentes podem ser portais para Mundos Exteriores diferentes. Cada Plano Exterior possui sua própria cor, mas seu plano de origem será sempre num tom metálico prateado, borbulhando como mercúrio numa panela. Poças coloridas podem ser usadas para enxergar o Plano de Destino antes de se atravessar o portal concentrando-se nos arredores da poça até que se torne transparente. Um observador também pode mover (embora com limitações) o ponto de vista do portal pela concentração.
Viajantes astrais formam um novo corpo (com um novo cordão prateado) quando cruzam uma poça colorida para um mundo diferente. O novo corpo astral será formado por materiais oriundos do novo plano, então quanto mais similar o novo mundo com seu plano de origem, mais parecido seu novo corpo será do original.


Plano Astral no Modelo em Árvore
Viajantes no Plano Astral


Na edição 3.5 de D&D, o Plano Astral era descrito como uma imensa nuvem sem forma que envolvia todos os outros planos de existência (incluindo os Planos Interiores, normalmente inacessíveis no modelo em roda). O modelo da Árvore Cosmológica de Forgotten Realms mudou o Plano Astral para um modelo ramificado, tocando praticamente todos os planos, e envolvendo toda a Árvore dos Mundos. A implicação disto é que a viagem entre os mundos não pode ser realizada sem passar pelo "tronco" da árvore (i.e., o plano Marerial). Conexões diretas entre os diferentes domínios dos deuses só é possível pela cooperação entre as divindades em questão.

O Plano Astral tem as seguintes características no novo modelo em árvore:

Direção gravitacional Subjetiva: um viajante escolhe "descer" e então "cai" nesta direção até escolher uma direção diferente.
Sem tempo: efeitos temporais são suspensos até o viajante sair do Plano Astral, onde acontecem os efeitos retroativos.
Personagens de algum alinhamento Neutro: nenhuma penalidade circunstancial.
Incremento mágico: magias e habilidades similares a magia podem ser usadas como se afetadas pelo talento "Aumentar magia" ou "Acelerar magia".
Poças coloridas ainda existem neste modelo, mas um viajante Astral deve escolher o plano de destino antes de buscá-las, e só pode seguir na direção escolhida até deixar o Plano Astral. Para mudar um destino escolhido, o viajante precisa reentrar o plano Material e então começar uma nova viagem.

O plano material de Toril liga-se a vários outros através do plano Astral, cada um conectando este mundo ao domínio de diversas divindades. São baseados nos domínios geográficos de cada força envolvida em seu panteão. Assim sendo, há um plano astral para os panteões de Maztica e Zakhara (mesmo que a maioria dos deuses de Zakhara possam existir no Plano Material). O panteão de Kara-Tur não é conectado ao seu próprio plano Astral, ao invés, seus deuses conectam-se ao plano Espiritual. Muito pouco se sabe em Faerûn sobre estes outros planos astrais, mas especula-se que Ao os supervisiona da mesma forma como administra conflitos entre panteões.

Plano Astral no Modelo Axial: o Mar Astral

Na 4a edição de Forgotten Realms, a Spellplague espalhou os domínios — eles não são mais ligados ao modelo de árvore do plano Astral, flutuando aleatoriamente no mar Astral.
avatar
Felipe
Admin

Mensagens : 3485
Data de inscrição : 12/10/2015
Idade : 40
Localização : São José dos Campos - SP

http://ospilaresdodestino.forumsrpg.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum