Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Últimos assuntos
» Shadowfell!!
Dom Maio 20, 2018 5:51 pm por Felipe

» Os Nove Infernos de Baator!!
Dom Maio 20, 2018 5:48 pm por Felipe

» O Abismo e os Reinos Abissais!!
Dom Maio 20, 2018 5:47 pm por Felipe

» Celestia - Monte Celeste!!
Dom Maio 20, 2018 5:23 pm por Felipe

» Arvandor!!
Dom Maio 20, 2018 2:19 pm por Felipe

» Plano Astral - Mar Astral!!
Dom Maio 20, 2018 2:09 pm por Felipe

» Limbo - O Final da Estrada!!
Dom Maio 20, 2018 2:08 pm por Felipe

» Psiônicos 5a edição - Homebrew!!
Sab Maio 19, 2018 9:11 pm por Felipe

» Old McCoy / Edwin
Sab Maio 19, 2018 5:36 pm por Felipe

Maio 2018
SegTerQuaQuiSexSabDom
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031   

Calendário Calendário

Os membros mais marcados


Alta Magia Élfica

Ir em baixo

Alta Magia Élfica

Mensagem por Felipe em Dom Dez 31, 2017 9:39 pm



A Alta magia (Arselu'Tel'Quess em élfico, ou a Grande Arte do Povo) é o termo usado para descrever o mais poderoso tipo de magia praticado em Faerûn. Os conjuradores desta forma de magia são conhecidos como Selu'taar, ou ainda cini "Discípulos da Arte", ou simplesmente como "Altos Magos". A Alta magia é poderosa o bastante para afetar até mesmo deuses, ou criar mudanças geográficas drásticas no mundo. Não-elfos não podem usar Alta-Magia, simplesmente porque não têm a força necessária para suportá-la sem ser consumidos no processo, e até mesmo elfos carecem do talento necessário para praticar esta poderosa forma de Arte.

Todos os feitiços de Alta magia são rituais, e frequentemente requerem a colaboração de mais de um Alto Mago, ou até mesmo outros magos. Além disso, os componentes materiais necessários e o tempo de conjuração são muito específicos. Por exemplo, em 1375 CV, um clérigo de Vhaeraun usou um ritual de Alta Magia para abrir o reino de Eilistraee para Vhaeraun, para que ele pudesse assassiná-la. Os componentes para este poderoso ritual incluíam o posicionamento exato de vários corpos celestes nos céus de Faerûn.

Outro exemplo de Alta magia foi usado por  Q'arlynd Melarn para apagar o nome de Kiaransalee das mentes de seus seguidores, eliminando qualquer vestígio de fiéis mortais da deusa. De acordo com o Édito de Ao, nenhuma divindade sem seguidores mortais pode mais existir. Kiaransalee deixou de existir no reino de Toril.

Também foi a Alta magia que destruiu o antigo reino de Tintageer, e também foi a responsável pela abertura dos portais entre Faerie e Abeir-Toril, para ajudar seus sobreviventes a escapar. Os conjuradores da magia foram todos consumidos durante sua execução.

Durante as guerras da Coroa, Altos magos de Aryvandaar causaram o colapso conhecido como o Desastre Negro, e destruíram o reino de Miyeritar. Outro exemplo de Alta Magia deste período foi usado para punir os ilithiir e bani-los do convívio com outros elfos. Eles foram transformaram em drow e foram exilados para as profundezas do mundo.

Idioma
Alta magia é escrita na língua Seldruin , que usa o alfabeto Hamarfae.

Tipos de Ritual
Rituais de alta Magia são rudemente divididos em três tipos de magias:

Rituais de Solidão
São os mais básicos, mal tocando o limiar da Alta Magia, e podem ser conjurados por um único Alto mago. Apesar do nome, a maioria destes rituais envolve a capacidade de mudar completamente a moral de um exército inteiro, até mesmo abalando a confiança de seus maiores inimigos.

Rituais de Cumprimento
Requerem que ao menos 3 Altos magos trabalhem em cooperação, e requerem mais tempo de preparação, além de serem muito mais complexos. Efeitos podem incluir a criação de portais permanentes, a criação de vários itens mágicos de uma vez, ou a criação de poderosas ilusões capazes de esconder um reino élfico inteiro.

Rituais de Myríade
Estão entre os mais poderosos feitiços de Alta Magia, e requerem o envolvimento de pelo menos 5 Altos Magos, embora alguns rituais podem exigir a participação de muitos mais. Exemplos de rituais de Myríade incluem a criação dos poderosos Mythais dos reinos élficos.

Alta Magia Simplificada
Alta Magia Élfica tem diversas maneiras de tornar a vida de seus praticantes mais simples. Por exemplo, quando um deles quer criar um mythal, morrer durante o processo é uma maneira simples de cumprir os requisitos entre "perícias requeridas pelo conjurador" and "perícias requeridas pela magia". É considerada uma das maneiras mais honrosas de morrer na cultura élfica, que é a razão pela qual muitos escolhem este fim trágico para suas carreiras, mesmo tendo conhecimento suficiente para evitar a morte.

Provavelmente o melhor exemplo de substituição de recursos foram os vhaerauítas que tentaram abrir o portal entre Ellaniath, Vhaeraun’s realm, para Arvandor. Eles precisavam de números, presumivelmente 3 ou 4 dígitos em sacrifícios, mas como eram muito numerosos, escolheram sacrificar inimigos, e até mesmo seus fiéis mais fracos em números muito maiores, já que desejavam viver ao término do ritual.

A maneira encontrada para a substituição foi energizar cada componente com o poder do nodo onde foi realizada a Alta magia, redzindo assim os números necessários. A maneira que encontraram para sobreviver ao poderoso ritual foi usá-lo na forma de vários rituais menores que somassem seus efeitos. Como o nome implica, cada um roubou uma alma e usou-a para atravessar o portal, assim protegendo as próprias vidas.

Efeitos Indesejados da Alta Magia
Elfos ocasionalmente usam sua Alta magia de maneiras irresponsáveis.

O pior efeito no mundo conhecido foi o Desastre Negro, a criação de Evermeet. Os elfos durante o Primeiro Fluxo conjuraram a Alta Magia, mas erraram terrivelmente seus efeitos. Não apenas todos os conjuradores morreram no processo, como aqueles que sobreviveram ás catástrofes só o fizeram por intervenção direta do Seldarine, e mesmo assim a um custo muito grande para o que  restou do continente de Faerûn.

Outro efeito foi a busca de Cormanthor pelo conhecimento dos Planos. Os elfos criaram um portal para o Reino Distante através da Alta magia, mas não apenas permitiram a incursão da monstruosidade conhecida como Pai Llymic vir ao Plano material, eles também criaram uma abertura permanente com este Plano de existência, precisando realizar um novo ritual de Alta Magia para poder fechá-lo.

No século XIV CV, tornou-=se uma Arte em extinção. Os altos magos tornaram-se relutantes em ensinar às novas gerações de magos, não apenas pelo potencial dos elfos de usá-la da pior maneira possível. Isto tornou muito grande a chance desta Arte deixar de existir em pouco menos de uma geração do Povo.
avatar
Felipe
Admin

Mensagens : 3187
Data de inscrição : 12/10/2015
Idade : 40
Localização : São José dos Campos - SP

http://ospilaresdodestino.forumsrpg.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum