Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Últimos assuntos
» Psiônicos 5a edição - Homebrew!!
Ontem à(s) 9:11 pm por Felipe

» Old McCoy / Edwin
Ontem à(s) 5:36 pm por Felipe

» Giths, os Perigosos!!
Sex Maio 18, 2018 6:27 pm por Felipe

» Giff, os Inventores!!
Sex Maio 18, 2018 5:19 pm por Felipe

» Selina, a Calishita do Spelljammer!!
Qui Maio 17, 2018 3:42 pm por Felipe

» Fugitivos!!
Dom Maio 06, 2018 3:58 pm por Felipe

» Filactéria Amaldiçoada!!
Qua Abr 25, 2018 5:40 pm por Felipe

» A Flor de Jóia
Sab Abr 21, 2018 3:08 pm por Felipe

» Uma autêntica aljava élfica!!
Sab Abr 21, 2018 3:03 pm por Felipe

Maio 2018
SegTerQuaQuiSexSabDom
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031   

Calendário Calendário

Os membros mais marcados


Mahrinor, a "Mulher"

Ir em baixo

Mahrinor, a "Mulher"

Mensagem por Felipe em Ter Out 13, 2015 11:36 am



Mulher: Conhecida apenas como "Mulher", poucos conquistam sua confiança a ponto de conhecer seu verdadeiro nome, chamando-a por vezes de apelidos, outros por falsos nomes inventados. Em seu mundo, tem poderes surpreendentes. Mas em Toril, parece tê-los perdido, embora detenha conhecimentos de Planos e Mágicos invejáveis.
Obs: Embora Sigfried não se arrependa de tê-la trazido para Toril contrariada, no fundo ele se culpa por ela ter perdido seus poderes, assumindo uma postura protetora, por vezes até sufocante.
Obs2: Não carrega armas ou item algum, senão as roupas do corpo.

A Verdade:
Mahvaradhamirinor, uma dragoa prateada ancestral, devotou sua existência à prevalência de sua raça num mundo que a vê como ameaça, sempre protegendo e aconselhando as pessoas em suas andanças pelo mundo dos homens. Hoje, raros e antigos, vivem reclusos ás sociedades de outras raças, rivais entre a própria raça que matariam para proteger seus segredos.
Mahrinor, como é conhecida, não revela seu nome a ninguém, pois seus poderes dependem de seu segredo. Utiliza raras magias draconianas há muito desconhecidas pelos magos humanos e elfos do mundo.
Sua devoção trouxe Bahamut a seus sonhos, escolhendo-a como protetora de um grupo incomum, liderado pelo determinado paladino Sigfried. Não demorou a reconhecer nos irmãos de criação, todos de temperamentos bem diferentes, sua ancestralidade, prevendo que a herança draconiana sobrevivia no mundo miscigenada no sengue das raças mais fracas.
Parte da dragoa não aceitava esta "mistura". E talvez por isto Bahamut a tenha escolhido. Pois ela saberia guiá-los até seu destino. Mas logo no começo, foi tirada de seu mundo e jogada em um muito mais hostil, onde ainda havia dragões, mas que se perseguiam e cobiçavam uns os dons e riquezas dos outros. Assim, ela esconde seus poderes, fazendo-se passar por indefesa, apenas para não ser reconhecida por outros de sua espécie. Pois mesmo ela se vê como uma intrusa em Toril. Um prêmio cobiçado entre caçadores de conhecimento, e mercenários atrás de riqueza e espólio.
Obs: Apaixonou-se pela maneira protetora e determinada de Sigfried, e por isto afastou-se do grupo, acompanhando-os à distância. Pois teme atrair contra eles inimigos poderosos, até mais do que já atraem por seus próprios feitos.
avatar
Felipe
Admin

Mensagens : 3177
Data de inscrição : 12/10/2015
Idade : 40
Localização : São José dos Campos - SP

http://ospilaresdodestino.forumsrpg.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum