Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Últimos assuntos
» Fugitivos!!
Sab Abr 21, 2018 7:00 pm por Felipe

» A Flor de Jóia
Sab Abr 21, 2018 3:08 pm por Felipe

» Uma autêntica aljava élfica!!
Sab Abr 21, 2018 3:03 pm por Felipe

» Underdark Mounts!!
Qui Abr 19, 2018 6:14 pm por Felipe

» Um pouco de Élfico!!
Qui Abr 12, 2018 9:35 am por Felipe

» Gangue sanguinária!!
Dom Abr 08, 2018 2:38 am por Felipe

» Como matar um lich!!
Sex Abr 06, 2018 5:17 pm por Felipe

» Banelich!!
Sex Mar 30, 2018 9:44 pm por Felipe

» Missa Negra!!
Ter Mar 27, 2018 7:27 pm por Felipe

Abril 2018
SegTerQuaQuiSexSabDom
      1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30      

Calendário Calendário

Os membros mais marcados


Encontro de Druidas!!

Ir em baixo

Encontro de Druidas!!

Mensagem por Felipe em Qua Dez 13, 2017 11:01 am

O falcão sobrevoa as montanhas seguido de perto, mas bem mais abaixo, por um leopardo que corria, inatingível pelo terreno acidentado. Algumas poucas vezes podia ser visto pairando no ar, quase flutuando, até tocar com patas anormais a encosta rochosa e, logo em seguida, voltar a correr pelos paredões.
A ave pensou tê-lo perdido quando o viu ressurgir, uma disputa "amigável" entre dois hierofantes, druidas de poder e hierarquia respeitável, um deles responsável pela proteção das Terras Centrais, mais especificamente a parte sul dos Vales, pegando o começo dos Picos da Tempestade, e o outro, antes um orgulhoso protetor da Costa da Espada, englobando desde o Norte Gelado até as terras meridionais de Amn, viu parte de seu território ser tomado por forças obscuras e de poder maléfico incomparáveis, inimigos de eras ressurgindo por portais que se pensavam trancados a eras.

A Semente Abissal fora plantada no coração da Floresta Alta, ressuscitando antigos monstros e ameaças antes vencidas, mas com poder renovado.
Khelben, um Escolhido, uma lenda entre os Magos, morreu no mesmo dia na tentativa vã de tentar selar o Portão do Inferno, depois que a fortaleza de mesmo nome foi tomada por drows demonistas.

O Falcão, cansado, pousa sobre um pináculo onde algumas águias se abrigavam das nuvens frias da noite nas montanhas, uma delas, maior que as demais, tinha olhos tristes e selvagem, e um temperamento desafiador. Não concordava com o plano, mas não tinha reputação para recusar uma ordem.
Sem se manifestar, a águia pia, e suas irmãs mundanas voam para longe.
O falcão vinha saltitando, e em meio aos saltos reassume a forma de um malandro conhecido daquelas terras, que por diversão, ou ironia, continuava a se comportar como ave mesmo em forma humana.
Logo atrás, o rugido felino quase some montanha a baixo. Mesmo assim, os druidas experientes podiam ouvi-lo com clareza.

Atreio passa a mão na cabeça da grande águia, tirando-a a tempo de evitar uma bicada:
- OA! Calminha, minha querida. Estamos do mesmo lado, lembra?

A águia resmunga, abre as asas e plana para longe. Mas quando pousa em outra encosta, mal percebe que bem ao lado estava um velho, porém atlético, leopardo. Ele muda de forma, mantendo a pose animal, e diz com muito mais calma e respeito:
- Deve desculpá-lo. Ele ainda é muito jovem.

Os dois olham para baixo, onde numa trilha distante uma mancha arenosa marcava o verde-acinzentado das montanhas. O velho sussurra e assobia para o vento, e seu sopro torna-se um pequeno tufão, e ao longe podem ver as finas areias mágicas sendo sopradas para longe.

O brincalhão dá um salto, e passos ao vento o conduzem ao outro cume, indo se juntar aos outros dois.

Norman: Ele é esforçado.
Silvernai: "Pio"!! (Irritada)
Atreio: Ei, olha a boca. Foi você quem o desafiou e depois recuou. Sim, ele é imaturo. Mas tirando o fato de desconhecer a própria prole, ele não fez nada de errado... ainda.
Silvernai: "Pio"!! (Indignada)
Norman: Devo concordar com Atreio. Ele se esforça. Mas não tem pulso firme para o que almeja. Sua estrada será muito longa e solitária.
Silvernai: "Pio"!! (Triste)
Atreio: Pois é, ele perdeu todos... menos a irmã. Esta é outra história.
Norman: O que quer dizer? Pensei que os dois haviam se encontrado.
Atreio: Vamos dizer que eu não deixei.

Os outros dois o olham, ambos parecendo indignados.

Atreio não desvia o olhar percebendo a censura, e diz:
- Não era a hora. Ambos têm muito a construir, e se seus caminhos se cruzassem muito cedo, perderiam o foco. More já tem que lidar com seus demônios, e agora Torin me disse que um lich viaja em sua sombra. E Annariel tem seus próprios demônios pra se redimir. Se os monstros se unissem... bem, não sobraria nada destes dois. Deixe que fiquem mais fortes.

Agora eram Norman e Silvernai que olhavam os drows trabalhando, percebendo as carroças se aproximando. Pareciam entristecidos com as viradas da história.
Atreio: Não me orgulho do que fiz. mas era o melhor a se fazer. Imaginem se os monstros que o perseguem se levantassem nestas terras... quando um só demônio foi capaz de tantas mortes e destruição... Meus contatos no Reino me dizem que Boven caiu, e logo os dragões virão assumir a Autoridade local. Não confiam mais nos lordes locais, e muito menos confiarão em aventureiros.

Norman: E você pensa em apoiá-los?
Atreio: Desde que se cruzaram pela primeira vez, fui eu que os juntei. quem vocês acham que favoreceu a sorte de um certo Caçador de Recompensas, fazendo o drow ser protegido por Barduk e sua Companhia, no começo de tudo?

Os dois ficam em silêncio, e como gatos ariscos, vêem os elfos se afastar da clareira abaixo. Norman ri:
- Elfos, sempre ariscos. hahaha!!
Silvernai: "Pio"!! (irritada) ela decola logo em seguida.

Norman: Ela está brava. Deve ir atrás dos elfos.
Atreio: Melhor assim. Não é a hora da Comitiva saber o que se aproxima. mas desta vez tenho que avisá-los. Ou os Vales mandarão forças para matá-los antes do que pensam.

Norman: Inimigos?
Atreio: Pior. AMIGOS!!
avatar
Felipe
Admin

Mensagens : 3014
Data de inscrição : 12/10/2015
Idade : 40
Localização : São José dos Campos - SP

http://ospilaresdodestino.forumsrpg.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum